Seja para queimar aqueles quilinhos a mais, manter a sua saúde em dia ou simplesmente mandar o estresse embora, a corrida é sempre benéfica.

Ao adotar esse hábito é comum ter dúvidas sobre qual calçado adquirir. Felizmente, esse exercício não exige muito além de um bom tênis, mas atualmente existem tantas opções no mercado que fica difícil escolher o modelo certo para atender suas necessidades.

Neste post, você vai aprender como escolher o calçado ideal, com base no seu tipo de pisada. Continue a leitura e confira!

Os modelos no mercado

Não caia na tentação de escolher o par de tênis mais bonito da loja! Na hora da compra, é necessário ter em mente que cada pessoa necessita de um modelo que seja adequado ao seu tipo físico e jeito de correr.

A principal função do tênis de corrida é proteger os seus pés e seu corpo, dispersando o impacto recebido quando os pés tocam o solo durante a atividade física.

Por isso, em nome da sua saúde, você precisa de um sistema de amortecimento uma vez que o seu corpo ainda não está preparado para receber essa sobrecarga.

É por essas e outras que um modelo de tênis errado não vai só impedir que você desenvolva o seu potencial ao máximo, mas também pode representar sérios riscos para as suas articulações.

Tipo de pisada

Outro passo importante nesse processo é saber qual é a sua forma de pisar. Uma visita ao seu fisioterapeuta ou ortopedista é bem recomendada nessas horas, pois só ele poderá lhe informar, com exatidão, qual é o formato do seu pé e como seu corpo responde à sua corrida.

Mas você também pode descobrir seu tipo de pisada observando as solas de seus sapatos velhos para notar quais partes estão mais gastas, ou até mesmo pisando em uma folha de papel com seus pés molhados verificando quais partes da superfície ficarão marcadas pela água.

Cada tipo de pisada tem as suas peculiaridades. Ela pode ser pronada (para dentro), normal (equilibrada) ou supinada (para fora).

Pisada normal

Quando o pé toca o solo na pisada normal deixa impressa certa concavidade que liga o calcanhar e a parte dianteira dos pés.

Essa pisada é caracterizada pelo apoio uniforme do pé no contato com o solo, sem apresentar desvios nem para dentro nem para fora.

Sendo assim, os tênis igualmente neutros que possuem um sistema de amortecimento homogêneo são mais indicados para quem pisa dessa forma. 

Pisada Supinada

Quem tem o pé cavo imprime no solo uma parte estreita, que liga o calcanhar à parte da frente do pé.

Esse tipo de pé também tem pouca flexibilidade porque não prona o suficiente. Por isso, possui baixa eficiência natural de absorção de impactos.

Os tênis de corrida mais indicados são os mais flexíveis e com alto grau de amortecimento, pois induzem o pé ao movimento de pronação.

Pisada Pronada 

O pé da pisada pronada é chato, e tem um pequeno arco que imprime praticamente toda a sola no chão, a partir do lado externo do calcanhar.

Geralmente, os corredores com essa pisada têm joelhos curvos para dentro, e podem sentir dores na parte medial dessa região. Quem pisa assim precisa evitar calçados com alto grau de amortecimento, que reduzem ainda mais a estabilidade. 

Os tênis de corrida mais indicados nesse caso são os que possuem controle de estabilidade leve e solado plano ou semi-curvo.

Dicas para a hora da compra

Tenha tempo para experimentar vários modelos e tamanhos. No geral, recomenda-se a compra de um tênis com uma numeração maior que a sua, pois os pés tendem a inchar durante a corrida.

A parte superior do calçado deve estar segura, sem apertar parte alguma do pé, e deve ter espaço na biqueira para que seus dedos possam se movimentar (o ideal é uma distância entre 1 e 1,5 cm).

Lembre-se de que o calçado adequado para seu tipo de pisada não deve ser apertado, mas justo o suficiente para que seu pé não escorregue dentro dele. Na dúvida, coloque sempre o conforto em primeiro lugar.

Gostou deste post? Quer mais dicas para escolher o modelo ideal? Então não deixe de ler nosso artigo sobre tênis de corrida e bom treino!

Share: