Você sabe o que fazer para otimizar o tempo de treino? O esporte está cada vez mais presente na sociedade, que busca nele, além do bem-estar da prática esportiva, mais saúde e uma melhor qualidade de vida.

Diferentes pessoas adotam diversos esportes como hobby, contudo, com a rotina corrida, muita atividade física acaba atrapalhando a vida profissional ou social. Buscar uma harmonia entre essas rotinas, apesar de não ser tarefa fácil, é o ideal.

Para ajudar neste processo, daremos algumas dicas para que o treinamento otimizado seja encaixado na sua rotina de corrida e os objetivos sejam alcançados. Acompanhe!

Tenha uma rotina bem estabelecida

Ter uma rotina é uma boa maneira de respeitar o tempo e conseguir encaixar todas as tarefas do dia de forma organizada. Estabeleça os horários que pretende treinar e siga-os.

Caso a agenda seja muito extensa e com diferentes horários, considere montar a programação semanalmente ou a cada 15 dias. É importante respeitar os horários e compromissos para que não haja faltas em excesso aos treinos, o que pode gerar desmotivação.

Invista em treinos curtos e intensos (HIIT)

O treino HIIT é uma ótima saída, já que nele o atleta executa exercícios em sua capacidade máxima. Em uma corrida, por exemplo, no lugar de correr 60 minutos com uma frequência cardíaca moderada (em torno de 60%), pode-se correr 25 minutos em intensidade máxima, com a frequência cardíaca variando entre 90% e 95%.

Mas, atenção! Esse tipo de treino deve ser realizado progressivamente. Comece com um tempo menor e com mais intervalos ativos. A única base que não vai mudar é que enquanto o exercício estiver sendo executado é preciso usar a capacidade máxima. 

Selecione os exercícios mais eficazes

Converse com o seu educador físico e peça para que ele faça uma revisão dos seus exercícios. Prefira aqueles que trabalhem a musculatura de forma integralizada e deixe de lado o exercício isolado. 

Esse treinamento inteligente costuma gerar melhores resultados, pois trabalha o corpo como um todo, estimulando várias musculaturas ao mesmo tempo.

Outra ideia é preferir os exercícios bilaterais, que movimentam os dois lados do corpo ao mesmo tempo. 

Trabalhe com o descanso ativo

O descanso ativo é muito utilizado para quem deseja encurtar o tempo de treinamento e atingir melhores resultados. Basicamente, em vez de ficar parado durante os intervalos de séries, é adicionado um exercício nesse tempo. 

Pode-se criar um planejamento com revezamento das musculaturas sem pausa, por exemplo: primeiro exercita-se perna, segundo braço, terceiro abdômen, e assim por diante. 

Há também a possibilidade de adiantar o cardiorrespiratório pulando corda, correndo ou fazendo polichinelos entre os intervalos.

Evite as distrações

As distrações durante a atividade física são grandes responsáveis por treinos longos e isso só depende do atleta. É preciso estar concentrado para conseguir deixar aquele papo para depois, não visualizar o celular e focar somente no treinamento.

No próximo treino analise as atitudes que o fazem perder tempo e tente mudá-las. 

Fuja dos horários de pico

Não tem jeito, em horários mais cheios o treino, com certeza, ficará mais demorado. Normalmente, nesses casos ocorre revezamento de aparelhos e esse tempo ocioso que não estava no planejamento é muito influente nas distrações. 

Alcançar os mesmos resultados com um menor tempo despendido aos exercícios é o desejo de muitas pessoas, principalmente aquelas que utilizam a academia para complemento aos seus esportes, como corredores ou nadadores que necessitam reforçar a musculatura. 

Com muita organização e planejamento é possível encaixar os treinamentos em rotinas corridas e continuar recebendo os benefícios esperados. Agora que você já sabe como otimizar o tempo de treino, que tal compartilhar o post em suas redes sociais e deixar que seus amigos descubram também? 

Share: