A diversidade de práticas esportivas e exercícios para o corpo é muito grande e vale a pena se inteirar sobre elas antes de escolher um treino. Muita gente fica em dúvida entre musculação ou treino funcional, especialmente quando tem um objetivo específico, que pode ser variado: ganho de massa muscular, aumento da força, ampliação da capacidade cardiorrespiratória, entre outras coisas.

Na hora de escolher o exercício ideal, tudo isso deve ser levado em conta. Para ajudá-lo a entender melhor como funcionam a musculação e o treino funcional, preparamos um post sobre as principais características e benefícios de cada uma das práticas. Confira:

Treino funcional

O treino funcional é baseado nos movimentos naturais do corpo, como correr, agachar, empurrar, saltar, puxar, subir e descer. Para trabalhar os músculos mais profundamente, a modalidade utiliza acessórios como elásticos, cordas e bolas.

Geralmente, o praticante trabalha com o peso do próprio corpo e os exercícios podem ser alterados a cada treino, o que torna a atividade bem dinâmica.

Benefícios

O treino funcional é ótimo para acelerar o metabolismo e reduzir o percentual de gordura corporal. É uma boa opção também para quem busca emagrecimento e definição muscular.

Os exercícios ajudam a melhorar a coordenação motora, o equilíbrio e a flexibilidade, pois, geralmente, trabalham movimentos mais complexos que envolvem diferentes grupos musculares ao mesmo tempo.

O treino funcional também ajuda a aumentar a resistência e o desempenho cardiorrespiratório, já que os exercícios exigem bastante do metabolismo corporal.

Principais exercícios

Geralmente, o treino funcional é feito em séries de exercícios bastante intensas ou em circuito, e a vantagem é que você pode praticar em casa ou ao ar livre. Esse tipo de atividade é bem mais versátil e ideal para quem não tem tempo de se deslocar até a academia, por exemplo.

Os principais exercícios mais comuns são agachamento, flexão, prancha, pular corda e abdominais, sempre com variações. O bacana é montar um treino que trabalhe diferentes partes do corpo de forma dinâmica e completa.

Musculação

A musculação trabalha grupos musculares isolados com o uso de halteres, caneleiras e outros acessórios de peso. Ela deve ser praticada com orientação profissional e muito cuidado evitar lesões nos músculos e articulações.

Embora muita gente ache que não, a musculação também ajuda a emagrecer. Durante os exercícios, os picos de esforço aumentam o metabolismo do corpo, que demanda mais energia. Assim, os batimentos cardíacos são acelerados e o trabalho corporal faz com que as reservas de gordura sejam queimadas.

Benefícios

O principal benefício da musculação é o ganho de massa muscular, pois trabalha grupos musculares específicos. Por isso, quem quer aumentar o volume muscular, geralmente procura a musculação.

A musculação também tem impacto direto em atividades do dia a dia que exigem trabalho muscular. Geralmente, quem começa os treinos percebe que tem mais força para atividades rotineiras, como carregar pesos ou malas, por exemplo.

Para obter e manter os resultados, é preciso manter uma frequência de treinos de, no mínimo, três vezes na semana, respeitando os períodos de descanso aliados a uma dieta balanceada.

Principais exercícios

Os treinos são diversificados, já que a musculação trabalha grupos musculares isolados, mas, ao contrário do treino funcional, uso de equipamentos específicos exige que você vá até a academia para se exercitar.

Geralmente, os treinos são divididos em duas rotinas, planejadas por um educador físico de acordo com os objetivos do aluno. Procure um profissional para fazer uma avaliação do seu condicionamento físico e programar um treino adequado à sua meta principal.

Outra vantagem que a musculação traz é que você pode programar uma rotina de treino para trabalhar grupos musculares em diferentes dias, assim, os programas ficam mais diversificados e menos tediosos.

Essa também é uma ótima maneira de trabalhar a disciplina e o foco pessoal, já que você precisa praticar com regularidade para continuar a ter resultados.

Como a musculação demanda uma alta carga de energia de um músculo específico, é necessário tomar cuidado e praticar os exercícios corretamente. Lembre-se de realizar cada série corretamente, e com a carga adequada ao seu condicionamento muscular. A progressão de peso deve ser feita com acompanhamento de um profissional.

Gosto das duas modalidades, posso revezar?

Não há problema em combinar as duas práticas. Isso vai depender de como você vai planejar seus treinos, a quantidade de horas disponíveis que você tem e seu objetivo com os exercícios.

Não se esqueça de separar algum tempo também para o descanso. Além disso, um personal trainer pode avaliar seu desempenho e ajudá-lo com os ajustes necessários.

Caso você queira fazer uma combinação entre as duas práticas no mesmo treino, busque ajuda de um profissional para orientá-lo. Uma boa sugestão é começar em 25% do treino e fazer a progressão dos exercícios.

Uma vantagem de revezar os dois treinos é que o funcional tira você daqueles movimentos muito isolados, como acontece na musculação. Por isso, o treino funcional é ótimo para quem quer da rotina! 

Musculação ou treino funcional: o que é melhor para a hipertrofia?

A hipertrofia é uma resposta fisiológica do seu músculo ao estresse que provocado pela prática esportiva. Você aplica uma determinada quantidade de força e potência, e, em consequência, ele tem de trabalhar mais e gerar mais energia e “dar conta” do recado. Assim, o músculo cresce e se desenvolve.

Há controvérsias sobre que tipo de atividade seria a mais adequada para gerar hipertrofia. Para alguns professores, o treinamento funcional pode sim aumentar o volume e a força muscular, quando praticado com disciplina.

Para outros, apenas a musculação garante o efetivo crescimento dos músculos. O treinamento funcional seria responsável apenas por trazer mais força muscular, e não volume.

Para sair do impasse, o ideal é testar as duas modalidades. Perceba em qual delas você consegue enxergar com mais facilidade os resultados que busca. Vale também levar em conta seu nível de satisfação e bem-estar ao realizar a atividade. Afinal, qualquer esporte deve ser uma prática prazerosa!

Depois de conhecer melhor as duas práticas, fica mais fácil de optar por musculação ou treino funcional, não é mesmo? Lembre-se de buscar orientação profissional na hora de montar seu treino, beber muita água e se alimentar bem. Os resultados virão com dedicação e disciplina. Bom treino!

E se você gostou desse conteúdo, compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Share: